Conexão Xalingo – Blog

Por que a Finlândia é exemplo de educação mundial? (parte 2)

post02

Na última postagem, falamos de 3 dos princípios apontados por Maria Muuri (ex-professora de educação infantil e ensino fundamental na Finlândia) que faz da educação do país nórdico, exemplo mundial. Confira agora outros 3 princípios:

1) Diferenciação

Todos os estudantes têm suas individualidades, por isso não há como ensiná-los todos da mesma maneira. Os professores precisam diferenciar suas aulas, o que implica que geralmente há pelo menos cinco níveis diferentes de tarefas na mesma classe ao mesmo tempo.
Isso também significa que cada aluno tem seus próprios objetivos específicos que são acordados todos os anos junto com o professor, aluno e pais. No país eles fazem questão de ter alunos de diferentes históricos de vida trabalhando juntos.

2) Diversidade na avaliação dos alunos

Enquanto os professores americanos têm que lidar com testes punitivos de alto risco, o novo currículo finlandês enfatiza a diversidade nos métodos de avaliação, bem como a avaliação que orienta e promove o aprendizado. Informações sobre o progresso acadêmico de cada aluno devem ser dadas ao aluno e aos responsáveis com frequência. O retorno avaliativo também é fornecido de outras maneiras que não relatórios ou certificados. A autoavaliação e a avaliação entre pares desempenham um papel importante na avaliação e na habilidade de aprender a aprender.
Nas escolas elementares, não há modelos para avaliação. O que existem são discussões de avaliação com pais e alunos pelo menos uma vez por ano, mas muitos têm o hábito de tê-los duas vezes. São estabelecidas metas e discutido o processo de aprendizagem, e a avaliação é sempre baseada nos pontos fortes dos alunos.

3) Um papel ativo para estudantes

A ideia simples aqui é que os professores devem falar menos e deixar o aluno fazer mais. Os professores facilitam o ensino, enquanto os alunos estabelecem metas, refletem e resolvem problemas da vida real. Também é estimulada a curiosidade dos alunos estudando em ambientes fora da sala de aula, como o pátio da escola, a floresta, uma biblioteca ou até mesmo um shopping center.

O que achou desses princípios da educação finlandesa? Comente abaixo!

Veja a parte 1 aqui!

Créditos da imagem: Sakari Piippo

Fonte: http://porvir.org/6-principios-que-fazem-da-educacao-na-finlandia-um-sucesso/

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *