Conexão Xalingo – Blog

Saiba como um dinossauro foi parar no pátio desta escola

post01

A realidade aumentada (RA ou AR) tem sido cada vez mais bem-vinda no ambiente escolar. E quando é para explicar a era dos dinossauros e ciências, ela tem feito sua parte com êxito. Confira como a tecnologia ajudou esses professores de Porto Alegre/RS.

A utilização de aplicativos de realidade aumentada proporcionou a alunos do quarto ano do Ensino Fundamental do Colégio Santa Inês, em Porto Alegre/RS, terem um dinossauro no pátio da escola. Alguns até passaram sob as pernas do animal pré-histórico e viram seu tamanho e seus alimentos preferidos.

post01-interna

 

— “Com o uso do aplicativo, eles tiveram a vivência de buscar os dinossauros no pátio da escola e descobriram detalhes do animal que talvez, na sala de aula, eles não conseguissem o mesmo resultado. Quando o aprendizado passa a ser prazeroso, inovador, eles (estudantes) se envolvem muito mais”, diz a professora Josânia Marcos. Segundo observou a educadora, sua turma demonstrou mais interesse sobre o assunto e também trouxe contribuições extras, coletadas em pesquisas próprias.

O professor de química e também responsável pelo setor de Tecnologia Educional da escola, Leonardo Boita, conta que os recursos tecnológicos vêm sendo testados com êxito para abordagem de diversos conteúdos, com os alunos tendo tablets à disposição e os professores, liberdade para utilizarem as ferramentas quando quiserem.

post01-interna2

Os estudos sobre o território gaúcho, por exemplo, “levaram” os alunos para o cenário pré-histórico do estado, através da tecnologia. Na química, o professor De Boita, que leciona para turmas de Ensino Médio, encontrou espaço para a realidade aumentada quando abordou modelos atômicos e forças intramoleculares, entre outros assuntos.

— “Fizemos dados, em que cada lado era um elemento químico. Com o aplicativo de realidade aumentada, a gente conseguiu ver o elemento químico como se ele estivesse dentro do dado e observar características, como cor e estado físico. Tudo o que a gente vinha trabalhando na aula dava para ver como se estivesse acontecendo de verdade”, conta a estudante do segundo ano do Ensino Médio Maria Eduarda Garcia Machado, 17 anos.

Créditos das imagens: Camila Ribeiro / Divulgação CSI

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/educacao-e-emprego/noticia/2018/08/dinossauro-invade-patio-de-escola-em-porto-alegre-cjlf8asww055v01n0wmbk8s04.html

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *