Conexão Xalingo – Blog

A Copa invadiu as salas

post03

Uma das competições mais esperadas do ano está chegando: a Copa. Mas antes mesmo dela acontecer, já é febre o álbum que traz figurinhas das seleções, jogadores e estádios que estarão envolvidos no evento. Tudo isso pode ser uma ótima oportunidade pedagógica, segundo a professora Luciana de Souza, que dá aulas para o 5º ano da E.E. Keizo Ishihara, na zona oeste de São Paulo.

Luciana aproveitou o tema da competição para desenvolver um projeto de Matemática envolvendo operações matemáticas com figurinhas e cálculos de área com bandeiras dos países participantes. Além de Matemática, o projeto também envolvia estudar o significado das bandeiras, a localização geográfica dos países e a leitura de textos relacionados ao tema nas disciplinas de Geografia e Língua Portuguesa. Na sala da professora de Matemática, o desenvolvimento do projeto começou com uma discussão sobre a Rússia, que sediará os jogos deste ano. A professora então começou a explorar as operações matemáticas possíveis com o álbum de figurinhas.

Subtrações, somas, multiplicações e divisões surgem a partir de situações-problemas com as 682 figurinhas necessárias para completar um álbum. “Se eu já tivesse colado 35 figurinhas, quantas faltariam para completar?”, exemplifica. Esse tipo de atividade é possível de ser adaptada tanto para os alunos mais velhos, que podem executar cálculos mais complexos, quanto para os primeiros anos, que podem calcular o número de figurinhas para completar um time, por exemplo.

A geometria também fez parte das aulas: a professora apresentou as bandeiras dos 32 países que participarão do evento e foi explorando com os alunos as formas geométricas que elas possuem. “Isso foi um gancho para eles verem a matéria dos polígonos, observando os ângulos, linhas retas e pontos de interseção”, conta. As bandeiras também permitem o trabalho de cálculo de área dessas formas geométricas.

Já as medidas e as grandezas foram exploradas através da expansão territorial desses países mostrados nos mapas. “O que significa um país ter 170 mil quilômetros? O que é 1 quilômetro?” Eles conseguem comparar e entender essas medidas. Outros dados que despertam a curiosidade das crianças, como quem são os melhores artilheiros, viraram gráficos confeccionados pelos próprios alunos e expostos para toda a escola. “Ao pesquisar informações e ao montar o gráfico, os alunos aprendem como extrair informações básicas dos números e quais deles podem ser relacionados para fazerem sentido”, diz a professora.

Que achou da ideia? Comente abaixo!

Créditos da Foto: Agência Brasil

Fontes:
https://novaescola.org.br/conteudo/11804/como-usar-a-copa-do-mundo-nas-aulas-de-matematica

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *