Conexão Xalingo – Blog

Pais x Educação

post01

O dia a dia corrido de trabalho, muitas vezes, impossibilita os pais darem a atenção necessária aos filhos. É o que aponta a pesquisa da ONG global de educação Varney Foundation feita em parceria com o Instituto Pisos com 27 mil pais de estudantes de 4 a 18 anos em 29 países.

No Brasil, mais de 45% dos responsáveis por crianças em idade escolar disseram não dedicar tempo suficiente com a educação dos filhos; 41% reservam uma quantidade adequada; 9% disseram que dão muita atenção ao acompanhamento. No estudo também foi identificado que 51% dos familiares consideram as escolas públicas brasileiras de qualidade baixa e que, se tivessem melhores condições financeiras, 81% daqueles cujos filhos frequentam escolas públicas disseram que “bastante provavelmente” ou “muito provavelmente” migrariam para o ensino privado.

Mesmo declarando-se pouco participativos nos estudos dos filhos e com muitas críticas à qualidade do ensino público, 70% dos brasileiros entrevistados estão otimistas quanto ao futuro dos filhos, um número muito superior à média global de 60%. Mas, ao olhar para o passado, muitos dos responsáveis demonstram-se em dúvida quanto aos padrões de educação terem melhorado ou piorado nos últimos dez anos: 40% dizem que “melhorou” e 37% dizem que “piorou”. Os dados referentes ao Brasil são um pouco menores que a média: para 36% está melhor, enquanto 52% avaliam que o ensino piorou na última década.

E você, professor: o que acha da educação atual brasileira? Comente abaixo e deixe sugestões!

Fonte:
http://porvir.org/so-metade-das-familias-dedica-tempo-suficiente-educacao-dos-filhos/

2 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *