Conexão Xalingo – Blog

Matemática e o Método de Cingapura

post02

Você já ouviu falar do método de Cingapura, que até o homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, incluiu na educação de seus filhos? Ele está fazendo sucesso em todo o mundo e você poderá entender um pouco melhor o seu funcionamento. Também conhecido como “Mastery Approach” ou “Abordagem Maestria“, o método trabalha os alunos em equipe, utilizando objetos reais para ensinar matemática. Sua ideia é concentrar o estudante na resolução de problemas, entendendo o raciocínio lógico por trás das operações, ao invés de fazer a criança decorar cada conteúdo.

O aprendizado acontece através da chamada abordagem CPA: concreto, pictórico e abstrato. As aulas usam objetos, fotografias e símbolos que exemplificam os problemas. Já, blocos de diferentes cores, representam os tipos de ideias matemáticas, como por exemplo, as frações. No método, é comum que o professor incorpore desenhos e também diagrama às aulas, tratando-se assim de uma abordagem mais visual e auditiva. Segundo o cingapuriano Yeap Ban Har, matemático adepto do método, os objetos permitem que as crianças explorem diferentes ideias quando estão aprendendo determinado conceito. Trata-se, então, de ensinar menos tópicos, porém em maior profundidade. Em teoria, todos os alunos evoluem em ritmo parecido, já que os professores necessitam esperar que todas as crianças aprendam determinado conceito para seguir ao próximo.

Estudos realizados pelo Instituto de Educação da Universidade College London (UCL) e pela Universidade de Cambridge, ambas no Reino Unido, revelaram que o método melhora a velocidade com que se aprendem habilidades matemáticas. Todavia, muito estudiosos são contrários ao método.

E você, que acha da ideia? Comente abaixo!

Fonte:
https://g1.globo.com/educacao/noticia/como-e-o-metodo-de-cingapura-usado-pelo-homem-mais-rico-do-mundo-para-ensinar-matematica-aos-filhos.ghtml

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *