Conexão Xalingo – Blog

Corrupção tratada em sala de aula

post01

A corrupção é assunto rotineiro nos noticiários, jornais e outras mídias. O tema já não é comentado somente pelos adultos e invade também as salas de aula de ensino fundamental. Como é o caso das aulas da professora Expedita Estevão da Silva.

Professora na Escola Municipal Augusto Staben, em Campina Grande do Sul/PR, Expedita viu o assunto tomar maiores proporções quando o caso de uma faxineira que foi autuada por furto, depois de comer um bombom que estava na mesa de um delegado, surgiu na sua aula. A partir do acontecimento, houve um debate em torno da postura do profissional e também a reflexão sobre atos de corrupção que estão presentes na sociedade.

Após a busca pelo significado da palavra corrupção, os alunos criaram uma lista com ações que as pessoas fazem para benefício próprio. Foi desenvolvido um questionário com perguntas aos adultos, sobre pequenas corrupções, como compra de produto falsificado e estacionar em vaga destinada a idosos e gestantes.

Além dessa atividade, a professora propôs a realização uma tarefa para verificar a honestidade de outros alunos da escola. O trabalho consistia na colocação de uma caixa de lápis no corredor do colégio com a inscrição “troque o seu lápis velho por um novo”. A ideia era ver quem realmente iria fazer a troca. O resultado assustou: foi significativo o número de estudantes que não fizeram a troca.

A experiência trouxe a reflexão dentro da sala de aula e, além de outras atividades realizadas envoltas ao assunto, Expedita percebeu uma mudança no comportamento dos alunos, que começaram a se expressar mais quando notavam atitudes erradas.

Fontes:
http://porvir.org/criancas-questionam-jeitinho-brasileiro-em-projeto-escolar-sobre-corrupcao/

1 comentárioDeixe um comentário

  • A professora Expedita está de parabéns por desenvolver esse tipo de trabalho com seus alunos, abordando o tema corrupção de forma bem pedagógica. Trata-se de uma profissional muito competente e comprometida com a arte de ensinar, e seus ensinamentos ultrapassam os limites da sala de aula pois se preocupa com a formação,com a cidadania, com a ética. É sem dúvida uma brilhante profissional que faz a diferença.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *